Aqui está o roteiro da nossa viagem pelo México e o resumo do que fizemos:

1º dia: Chegamos na Cidade do México após o meio-dia. Caminhamos sem compromisso pelos arredores do Parque Alameda e do Zócalo.

2º dia: Exploramos melhor o Zócalo, entrando em algumas atrações (Catedral, Palácio Nacional, Templo Mayor). À noite, fomos à festa da virada do ano que aconteceu junto ao Ángel de la Independéncia.

3º dia: Passamos grande parte do dia dentro do espetacular Museu Nacional de Antropologia, e passeamos pelo Bosque de Chapultepec.

4º dia: Fizemos um bate-volta à maravilhosa Teotihuacán.

5º dia: Passeamos pelo bairro de Coyoacán, subimos na Torre Latino-Americana e à noite assistimos a uma divertidíssima Lucha Libre.

6º dia: Visitamos o adorável Museu Frida Kahlo. Demos a última passeada no centro da Cidade do México e no final de tarde pegamos um ônibus para Puebla.

7º dia: Pela manhã, conhecemos o Centro Histórico de Puebla, com destaque para a Capilla del Rosário. À tarde, fomos conhecer o sítio arqueológico de Cholula.

8º dia: Preenchemos nossa manhã visitando os Segredos de Puebla e entramos na Biblioteca Palafoxiana. Mais para o fim da tarde, pegamos um ônibus para Oaxaca.

9º dia: Começamos o dia indo para o Monte Albán, e lá ficamos umas boas horas. O resto do dia passeamos pelo centro de Oaxaca.

10º dia: Fizemos a famosa e ótima tour Árbol del Tule+Mitla+Hierve El Agua.

11º dia: Logo cedo pegamos um voo com conexão na Cidade do México e destino a Mérida. Deu tempo de conhecer algumas coisinhas do seu centro.

12º dia: Fizemos um passeio nos arredores de Mérida, conhecendo um parque ecológico com ojos de água e as salineras.

13º dia: Cedo pegamos um ônibus rumo a Chichén Itzá, que dispensa comentários. Conhecemos também o cenote de Ik Kil. No fim de tarde, outro ônibus, dessa vez para Tulum.

14º dia: Primeiro fomos conhecer as ruínas maias de Tulum. O resto do dia passamos desfrutando do maravilhoso mar do Caribe.

15º dia: Amanheceu chovendo. Quando parou, pegamos as bicicletas da pousada e saímos “para explorar”, mas não foi das melhores ideias. O resto do dia foi na mesma praia do dia anterior.

16º dia: Alugamos um carro para ir ao cenote Sac Actun – sen-sa-cio-nal! Aproveitamos o carro e fomos até uma praia mais longe, Boca Paila (dispensável).

17º dia: Van até Playa del Carmen e ferry até Cozumel. Ficamos algumas horas no Money Bar, aproveitando o mar incrível. À noite, passeio pelo centrinho.

18º dia: Mergulho com cilindro em Cozumel, simplesmente fantástico. Final de tarde pegamos o ferry de volta a Playa del Carmen.

19º dia: Dia de sol, mar, sombra e água fresca na praia de Mamitas.

20º dia: Metade do dia na linda Akumal e o restante no não menos lindo Cenote Azul.

21º dia: Mais um dia à toa na praia de Mamitas, mas dessa vez em um dos beach clubs.

22º dia: A ideia de passar vários dias em Playa del Carmen era justamente passar bastante tempo à toa na praia, e foi isso que fizemos nesse dia também.

23º dia: Fomos conhecer a praia de Xcacel e o cenote junto a ela, Xcacelito. No retorno, conhecemos o Portal Maya. No restante do tempo, praia.

24º dia: Último dia completo da viagem, o quê fizemos? Sim, Praia de Mamitas! Novamente ficamos no beach club.

25º dia: Cedo pegamos um táxi até o Aeroporto de Cancún e retornamos para casa.

Considerações: O México preenche muitos requisitos que fazem, a meu ver, uma viagem ser fantástica: povo acolhedor, história rica, patrimônio cultural abundante, paisagens incríveis, comida deliciosa e praias paradisíacas. Precisa mais do que isso?

Lembrando que o México é um país enorme e cheio de lugares interessantes que ficaram de fora do nosso roteiro: Guadalajara, Puerto Escondido, Acapulco, Palenque, Cancún… a lista é bem grande! Nós adoramos o roteiro que fizemos e, após a viagem, eu mudaria pouquíssima coisa. Talvez um pouco menos de tempo em Puebla. A ida a Mérida também foi menos empolgante que o resto, mas foi legal e acho que, para uma primeira vez no país, foi válida. O tempo que ficamos em Playa del Carmen seria suficiente para alguns passeios a mais, como Cancún ou Isla Mujeres, mas aquele dolce far niente naquele marzão perfeito estava tããão bom… 😀

Enfim, lugares e oportunidades para ter experiências inesquecíveis não faltam por lá. Recomendo a viajantes de todos os estilos e bolsos. 😉

O vídeo sobre a nossa viagem está aí embaixo, no rodapé da página (também dá para assistir no Youtube, clicando aqui).